10 programas de Silvio Santos que marcaram a história da TV

Apresentador completa 93 anos nesta terça-feira (12)

Silvio Santos à frente de seu programa no SBT (Divulgação / SBT)

Hoje é dia de festa! Silvio Santos completa 93 anos de vida. Longe da TV desde 2021, o animador deixou o caminho aberto para Patricia Abravanel, sua sucessora no famoso dominical do SBT.

Por 60 anos, o dono do Baú ocupou tal espaço, alegrando os domingos dos brasileiros. Listamos 10 atrações comandadas por Silvio que marcaram a história da TV brasileira.

Show de Calouros

Show de Calouros - Silvio Santos
Silvio Santos no Show de Calouros (João Batista da Silva / SBT)

Silvio Santos não escondia o prazer de comandar o Show de Calouros, que, nos anos 1980, virou uma das principais atrações do SBT. Sérgio Mallandro, Aracy de Almeida, Pedro de Lara, Sônia Lima, Wagner Montes, Flor, entre outros, faziam parte do júri, que era um show à parte.

Topa Tudo Por Dinheiro

Topa Tudo por Dinheiro - Eliana e Silvio Santos
Silvio Santos e Eliana no Topa Tudo por Dinheiro (João Batista da Silva / SBT)

De 1991 até 2001, o ‘Topa Tudo’ foi a “terapia” de Silvio. O programa batia a Globo nas noites de domingo com as Câmeras Escondidas, além das brincadeiras insanas no palco e no auditório. O bordão “quem quer dinheiro?” virou mania nacional.

Show do Milhão

Show do Milhão - Silvio Santos
Silvio Santos à frente do Show do Milhão (João Batista da Silva / SBT)

Na virada de 1999 para 2000, o “patrão” deixou as brincadeiras de lado para fazer perguntas de todos os tipos. O público, que vibrava a cada resposta correta dos participantes do Show do Milhão, também testava seus conhecimentos. O sucesso foi tanto que o formato virou jogo de computador e tabuleiro.

Qual é a Música

Qual é a Música - Silvio Santos
Silvio Santos no Qual é a Música (Detinho Oliveira / SBT)

Inspirado na atração americana Name That Tune, o Qual é a Música atravessou gerações e foi um dos hits do Programa Silvio Santos. O maior vencedor do game show musical foi Ronnie Von, com 25 vitórias consecutivas.

Em Nome do Amor

Em Nome do Amor - Roberto Carlos e Silvio Santos
Roberto Carlos e Silvio Santos no Em Nome do Amor (João Batista da Silva / SBT)

Desde os anos 1960, Silvio comandou programas de namoro. Muitos casais se conheceram e se casaram no palco. Na década de 1990, o apresentador apostou na mistura da paquera com homenagens a artistas, histórias de superação e reencontros.

Cidade x Cidade

Cidade Contra Cidade - Silvio Santos
Silvio Santos no comando do Cidade Contra Cidade (Divulgação / SBT)

No final dos anos 1960, o apresentador decidiu criar uma disputa entre cidades, que buscavam o prêmio máximo: uma ambulância 0km. O sucesso foi tão grande que a audiência da atração quase bateu a chegada do homem à lua. Em 1988, Gugu Liberato fez sua estreia nos domingos do SBT comandando uma nova versão do projeto.

Pião da Casa Própria

Pião da Casa Própria - Silvio Santos
Silvio Santos no Pião da Casa Própria (João Batista da Silva / SBT)

Os fregueses do Baú da Felicidade pagavam em dia o carnê para terem a chance de ir ao palco e rodar o pião na frente de Silvio Santos. Quem tirava o número maior, levava a tão sonhada casa própria.

Porta da Esperança

Porta da Esperança - Silvio Santos
Silvio Santos em Porta da Esperança (Moacyr dos Santos / SBT)

A emoção é a fórmula que os apresentadores comumente usam em seus programas. Silvio criou um formato simples: pessoas iam à televisão pedir de tudo, não havia regras. A expectativa ficava em torno de uma porta imensa, que revelaria se o convidado teria seu desejo atendido ou não.

Troféu Imprensa

Troféu Imprensa - Jô Soares e Silvio Santos
Jõ Soares e Silvio Santos no Troféu Imprensa (Lourival Ribeiro / SBT)

Criação de Plácido Manaia Nunes, o Troféu Imprensa foi dominado por Silvio Santos. O “Oscar da Televisão Brasileira”, que premia os melhores do vídeo e da música, está fora do ar desde 2019.

Casa dos Artistas

Casa dos Artistas - Silvio Santos
Silvio Santos em Casa dos Artistas (Divulgação / SBT)

Esse foi um dos programas mais ousados que Silvio apresentou. Pela primeira vez, o público assistiu artistas dentro de uma casa vigiada 24 horas por dia, escolhendo quem sairia ou ficaria na competição. O dono do SBT usou o projeto do Big Brother, que foi oferecido a ele. Já que a Endemol não quis aceitar a ideia de confinar celebridades ao invés de anônimos, o animador fez do seu modo e criou a maior crise com a Globo, dona do BBB, que o acusou de plágio. Na final do reality, o SBT marcou média de 47 pontos e picos de 55 contra 18 da rival.

Escrito por Fabio Marckezini

Fabio Marckezini é jornalista e escreve sobre televisão desde 2017. No YouTube, ele resgata a história da televisão por meio de seu canal, o Arquivo Marckezini.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

GIPHY App Key not set. Please check settings

Angélica 50 e Tanto

Angélica acerta com a Globo para novo programa

Melhores do Ano - Luciano Huck

Vaza lista de vencedores do Melhores do Ano, da Globo; confira